APOIO/PATROCÍNIOS

APOIO/PATROCÍNIOS

segunda-feira, 28 de julho de 2014

CAROS AMIGOS,


faltam 5 dias para realizar mais um ambicioso projecto, o Norseman Xtreme Triathlon, prova essa, onde procurarei não defraudar as vossas expectativas. A todos os que me ao longo destes meses me foram deixando mensagens de encorajamento, quer aqui, quer pessoalmente, gostaria de expressar os meus agradecimentos, tenho por vocês muita admiração e respeito.
Um especial agradecimento ao Centro de Fisiologia Desportiva, à Filipa Vicente - Nutricionista, ao Ginásio Gymno B, à Altis, à ZONE3 Portugal, e ao Planeta do Triatlo, pelos apoios concedidos, e finalmente à Fertiprado Lda, por ajudar a patrocinar este projecto pessoal.

Durante uma prova deste género são vários os sentimentos que nos invadem, Estou convicto que o apoio de todos, será para mim uma fonte de inspiração, tal como o foi o Monte Gaustatoppen (fim da prova) para Peder Balke.

A todos muito obrigado.

(Peder Balke, Gaustatoppen, óleo sobre tela, ca. 1858)

EM ENTREVISTA AO PLANETA DO TRIATLO

terça-feira, 22 de julho de 2014

FERTIPRADO PATROCINA A MINHA PARTICIPAÇÃO NO NORSEMAN

É com prazer que anuncio o patrocínio da prestigiada empresa Fertiprado. Sediada em Vaiamonte (Monforte), e com várias representações internacionais, Fertiprado é uma empresa que desenvolve um conjunto de actividades de investigação e desenvolvimento, marketing e assistência técnica, que permitam levar ao agricultor soluções para a alimentação animal de qualidade superior, de acordo com as suas necessidades e vocação da exploração, contribuindo desta forma para a melhoria da rentabilidade das empresas agro-pecuárias.

A grandiosidade de uma empresa também pode ser medida pela sensibilidade que manifesta a projectos que lhe são completamente alheios, Fertiprado é uma dessas empresas que tem apoiado a cultura e o desporto, e que agora deposita confiança neste meu projecto pessoal.

À Fertiprado, mas em particular ao Sr. João Paulo Crespo, um reconhecido obrigado.

Fertiprado no Facebook





quinta-feira, 10 de julho de 2014

PORQUE NORSEMAN É EXTREME?

Norseman, uma prova de triatlo na distância Ironman tem fascinado muitas pessoas, uns porque a ambicionam fazer, outros, porque simplesmente, dizem, nunca se atreveriam a tentar. De facto, Norseman Extreme Triathlon é capaz de gerar opiniões contraditórias, mas fundadas numa certeza comum: uma beleza infernal.

MAS AFINAL O QUE É NORSEMAN?

Norseman, é uma competição de triatlo realizada na Noruega, na distância mais longa desta modalidade (Ironman), onde são colocadas à prova, as qualidades de resistência dos atletas, em três segmentos, a saber, 3,8 kms de natação, 180 kms de ciclismo e 42 kms de corrida, tudo seguido e sem paragem de cronómetro, durante as transições entre segmentos, num ambiente muito severo e condições climatéricas extremamente difíceis, devido ao facto da prova se desenrolar na mesma latitude da cidade de Anchorage, no Alasca.

A prova inicia-se na cidade de Eidfjord, às 5 horas da madrugada, no meio da beleza dos fiordes, num ferry-boat que habitualmente faz a travessia de automóveis. Um salto para a água gelada, é a primeira dificuldade a ultrapassar. Segue-se depois um percurso de bicicleta deveras austero, com muitas subidas a acumularem 3000 metros, e com o clima a prometer desencorajar os atletas, sendo sempre certo chuva, e muito vento em alguns momentos. Já na corrida, esta prova revela ser diferente de qualquer outra, pois acrescenta um factor de stress: ganhar uma t-shirt preta. Ganha a t-shirt preta quem, na corrida, conseguir chegar antes do tempo de corte de 14:30 horas aos 32,5 kms, e 15:30 horas aos 37,5 kms, tem ainda de reunir a condição de estar entre os primeiros 160 atletas a chegar aos 32,5 kms. Quem ultrapassar os tempos de corte ou estiver acima dos 160 primeiros, será conduzido por um percurso alternativo, efectuará a mesma distância, mas não subirá à mítica montanha de Gaustatoppen, aos 1850 metros de altitude, acabando por ganhar uma t-shirt branca. Como dificuldade acrescida está o facto de na totalidade dos 42 kms de corrida, 25 serem em percurso plano, e 17 kms sempre a subir com um acumulado positivo de 1892 metros.

Outra característica da prova, é que a mesma se desenrola em total autonomia, quer isto dizer, que não existem abastecimentos fornecidos pela organização. Ao invés, o atleta deve ter consigo uma equipa de apoio que o acompanhará em todo o percurso, e que subirá juntamente com ele até ao topo da montanha, se disso for caso.

A prova selecciona apenas 250 atletas, e estar entre eles é desde logo uma primeira vitória. As razões que me levam a querer participar em tal evento prende-se fundamentalmente com a vontade de realizar provas que têm na sua essência, um maior grau de dificuldade, foi o caso do Embrunman (Alpes franceses,) e se tudo correr bem, seguir-se-á o Norseman. Impelem-me a participar as características atrás enunciadas, a beleza da prova sem si, e do espaço geográfico de um modo geral. Todo o empenho e espírito de sacrifício necessário para completar a prova é sobejamente recompensado pela beleza reconhecida da mesma, tal como a organização refere: «Durante o Norseman, você vai sentir frio, você vai odiar as montanhas, por vezes irá sentir-se solitário e provavelmente irá ter uma experiência invulgarmente emocionante.» (tradução livre).

Alguns dados da prova:

Localização: Eidfjord (Noruega)
Distâncias: 226 kms (3,8 kms natação + 180 kms ciclismo + 42 kms corrida)
Partida: 05:00 horas (Eidfjord)
Chegada: Montanha Gaustatoppen (Rjukan)
Temperatura da água: incerta, mas fria, muito fria
Desnível positivo bicicleta: 3000 metros
Desnível positivo corrida: 1892 metros


Curiosidades:

- O jornal "The Telegraph", considera o Norseman, uma das 8 provas mais dura do mundo.
- O livro "The World's Toughest Endurance Challenges", de Paul Moore, e Richard Hoad, inclui Norseman nas 50 provas mais duras do mundo.